De Onde Eu Vim

2.2.17




Era segunda feira, 02 de julho 1990. Minha mãe morava no sítio Amazonas, zona rural de Belém do Brejo do Cruz/PB, veio à Janduís fazer suas compras mensais e como estava grávida foi ao hospital para consultar a enfermeira que estava atendendo naquele dia. Como a tecnologia não era tão avançada, ela a avaliou com todos os procedimentos da época e falou que ainda lhe restava alguns dias grávida, poderia ir para o sítio e voltar para ser examinada na semana seguinte. 

Distante 24 quilômetros de janduís, ao qual tem acesso pela estrada de barro, o que dificulta um pouco, minha mãe voltou ao sítio, chegando lá por volta das 17:00hrs.  Quando foi as 17:30hrs, ela começou a sentir contrações. Infelizmente, não sendo possível a vinda dela novamente para a cidade, devido à dificuldade de transporte.

Na época de 90, muitas pessoas moravam nos sítios e lá tínhamos a enfermeira Ana de Vitor, que ajudou no parto da minha mãe. Sendo a primeira pessoa a me pegar no mundo às 17:45hrs. Minha mãe teve muitas dificuldades devido ao parto e teve que vir para Janduís o mais rápido possível, Graças a Deus e a enfermeira Ana deu tudo certo e hoje estamos aqui para contar a história.



Nasci e vivi no sítio Amazonas até os meus 9 anos de idade. Passei a minha infância toda lá. Tive os melhores amigos e levo comigo as melhores lembranças que jamais serão esquecidas. Devido a muitos acontecimentos e alguns contratempos viemos morar em Janduís em 1999.

Depois de 17 anos volto a terra que me criei. A sensação é algo maravilhoso, emocionante! Um misto de sensações indescritíveis. A primeira coisa que fiz foi ir na casa onde nasci, uma mistura de felicidade e tristeza de ter encontrado tantas coisas diferentes. A seca que castiga nosso Nordeste, já não me deixa mais ver o açude que tinha em frente à casa que morava, já não vi todos aqueles pastos verdes e nem o pé de juazeiro que tinha do lado dela.

Mas com tudo isso levo a certeza que nem o tempo e nem as mudanças me farão esquecer, um lugar que me fez por tanto tempo feliz. Um orgulho em ser paraibana de nascimento e potiguar de coração.






Nenhum comentário:

Postar um comentário