Pelo Meu Direito de Curtir o Carnaval

17.2.17




Leia esse texto ao som de Bruna Caram e Chico César


 Ruas coloridas, chuvas de confetes, fantasias, marchinhas, frevo... O carnaval é uma festa linda cheia de alegria, de amigos reunidos, de folia sem fim...

Mas, infelizmente, tem um bloco que mancha a festa e vai ao desencontro de toda alegria e diversão que esses dias carnavalescos trazem - BLOCO OZ’OTÁRIOS. Nesse bloco pula aqueles foliões que acham que forçar beijo, puxar cabelo e mão boba são coisas de carnaval.

Não pule nesse bloco, não seja um FOLIÃO OTÁRIO!

Você não vai azarar ninguém pulando nesse bloco. Você só vai ser mais um ZÉ MANÉ, e ainda correrá o risco de mudar de bloco e ir pular no BLOCO OZ’LISTRADINHOS.

Forçar beijo, puxar cabelo, mão boba NÃO É AZARAÇÃO é AGRESSÃO SEXUAL e considerados CRIME DE ESTUPRO. Quem a pratica estará sujeito a reclusão de 6 a 10 anos (Lei 12.015/09 que alterou a redação do Art. 213 do Código Penal).  Se for cometida a menor de 18 e maior de 14 anos a pena aumenta de oito a doze anos de reclusão.

Aproveitar-se da mina que não está em condições de manifestar sua livre vontade, pena de 2 a 6 anos de reclusão (Art. 215).

O Carnaval é uma festa livre. E nós vamos pra folia, sim! Vamos sair de short curto, sim! Vamos encher a cara, sim! Vamos azarar muito, sim! – é carnaval, meu bem!

E nada disso é desculpa para você ser mais um folião que pula no BLOCO OZ’OTÁRIOS.

Quando uma mina diz NÃO, é NÃO! Um não só significa NÃO, ele não possui outro significado. Não force um beijo, isso não é coisa de carnaval, isso é coisa de gente otária.

Aproveite o carnaval, brinque, beba, dance, chegue em casa no outro dia. E deixe a gente curtir também. Não seja OTÁRIO, não estrague nosso carnaval (e nem o seu).


NOTA PRAS MINAS: Não somos obrigadas a nada. Se você se sentir constrangida, assediada ou agredida, chame a policia ou ligue no 180.

Resultado de imagem para se a abordagem é agressiva meu numero é


P.1¹: Respeite as Minas

P.2²: Divirta-se

P.S³: Use camisinha







4 comentários: